Dúvidas Frequentes

Q?

Se entrar com Ação Revisional posso limpar meu nome?

A.

No modelo de nossa Ação Revisional sempre pedimos para que o juiz determine que o nome do cliente seja retirado dos órgão de restrição ao crédito (SPC/SERASA) até a conclusão da ação. No entanto, raramente os juízes concordam com o pedido. Dessa forma, é bom que o cliente saiba que a chance do nome ser limpo antes da quitação é muito pequena.

Q?

Com quantas parcelas em atraso o Banco pode entrar com Busca e Apreensão?

A.

O Banco pode entrar com ação após um dia de vencido de uma única parcela.

A palavra chave aqui é "pode". O banco pode, mas não entra. E não entra porque não é inteligente. A grande maioria dos atrasos recentes são resolvidos em até 3 (meses). Assim, atualmente todos os Bancos* só entram com ação de busca e apreensão em atrasos superiores a 3 (meses).

Assim, há os que entram com 4 meses, outros com 5 e outros com mais, mas nunca* com 3 meses ou menos.

*A exceção é Banco Safra que às vezes entra com ação com 2 meses de atraso.

Q?

Como funciona a ação revisional de financiamento de veículos?

A.

Resumidamente ganhamos tempo para nosso cliente juntar os valores necessários para quitar o financiamento pagando somente uma pequena parte do que deve ao banco. Para isso, trabalhamos em 3 frentes: 1)Acompanhando a existência de Ação de Busca e Apreensão contra nossos clientes e tomando todas as medidas para que os clientes não tenham o veículo apreendido, 2) Acompanhando a Ação Revisional para que permaneça "viva" até que um acordo com o Banco seja finalizado, e 3) Negociando com o Banco o melhor valor para quitação, fazendo com que o cliente pague o menor valor possível, gerando uma economia que às vezes chega a 80% do débito total.

Q?

Então não haverá redução da parcela?

A.

Não. Essa estratégia não funciona mais. Praticamente todos os pedidos judiciais de redução de parcela são indeferidos atualmente. Quem promete isso ou está desatualizado ou é mau-caráter. Cuidado!

A estratégia que funciona atualmente é a seguinte: 1. Entre com uma ação revisional de veículos. 2. Pare de pagar a parcela mensal e comece a juntar o quanto puder por mês até conseguir o valor de aproximadamente 40% a 50% do valor do seu débito. 3. Certifique-se diariamente de que não existe ação de busca e apreensão contra você, porque se o veículo for apreendido o banco não fará um acordo vantajoso para o cliente. 4. Quando tiver juntado o valor de aproximadamente 40% a 50% do valor do seu débito, faça um acordo de quitação com o Banco.

Mas em termos gerais, o pagamento de aproximadamente 40% a 50% do valor do seu débito representa uma redução bem maior do que se alcançava através da via judicial.

Q?

Quanto tempo demora a Ação Revisional?

A.

Quem vai dizer quanto tempo a Ação Revisional irá demorar é o próprio cliente, pois a ação irá demorar o tempo necessário para o cliente juntar o dinheiro para fazer o acordo com o banco.

Então, por exemplo, se o valor da parcela do cliente é de R$ 1.000,00 (mil reais), e falta pagar 40 parcelas para terminar o financiamento, então falta pagar ainda 40 parcelas de R$ 1.000,00 (mil reais), ou R$ 40.000,00 (quarenta mil reais). Sabendo que a ação irá demorar o tempo necessário para o cliente juntar aproximadamente 50% do valor do débito, ou R$ 20.000,00 (vinte mil reais). A ação irá demorar o tempo necessário para o cliente juntar o valor de R$ 20.000,00 (vinte mil reais).

Alguns clientes poderão juntar esse valor em alguns meses, outros demorarão alguns anos.

E você? Quanto tempo demorará para juntar metade do que falta pagar ao banco?

Q?

Quanto custa para fazer a Ação Revisional?

A.

Cobramos R$ 500,00 para dar entrada na Ação Revisional, divido em 2 Parcelas de R$ 250,00, metade no ato da contratação e a outra metade pago através de um boleto para 30 dias.

Além do valor inicial, cobramos uma mensalidade de R$ 85,00 mês até que o acordo com o banco seja finalizado.

Não cobramos percentual sobre o valor da redução.

Q?

Quantas parcelas pagas preciso ter para entrar com a Ação Revisional?

A.

Não existe um número mínimo de parcelas pagas para entrar com a Ação Revisional. O cliente pode entrar com a ação sem ter pago nenhuma parcela.

A Ação Revisional é possível em qualquer situação, estando o cliente em atraso ou com o contrato quitado. Estando em dia, ou inadimplente. Tendo pago uma ou mais parcelas, ou não tendo pago parcela alguma.

Q?

Quais documentos preciso ter para entrar com Ação Revisonal?

A.

Os documentos necessários para entrar com ação Revisional são:

1) RG e CPF.

2) Comprovante de Residencia.

3) Carnê com os parcelas pagas ou comprovantes de pagamentos das últimas parcelas.

4) Documento do Veículo.

5) Se tiver, o contrato de financiamento, se não tiver, podemos pedir para o banco juntar na ação.

Q?

Posso ter o carro apreendido mesmo entrando com Ação Revisional?

A.

Sim, pode. Se o banco entrar com uma ação de busca e apreensão, o juiz despachar mandando apreender o carro, o Oficial de justiça poderá apreender o veículo.

Por esse motivo, consultamos diariamente os nomes do nossos clientes no Tribunal de Justiça para saber se existe Mandado de Busca contra eles e avisamos com antecedência os clientes para que guardem o veículo fora do radar do Oficial de Justiça quado ele estiver procurando pelo veículo.

Após a devolução do mandado, ou seja, quando o perigo passar, avisamos o cliente para ele voltar a usar o veículo.

Importante frisar que se cliente seguir as orientações, guardando o veículo no período de aproximadamente 30 (trinta) dias em que o mandado estiver na mão do Oficial de Justiça, o risco de uma apreensão é reduzido a praticamente zero

Também é importante lembrar que os bancos só entram com Ação de Busca em cerca de metade dos casos de inadimplência, e que em boa parte das ações que entram, deixam de instruir o processo com algum documento necessário, facilitando nossa defesa e a recusa na concessão da liminar de busca e apreensão.